Qualquer pessoa que acompanha jornais, revistas e blogs tem acesso a inúmeras notícias preocupantes sobre o meio ambiente e o futuro do planeta. Por isso, devemos investir em sustentabilidade em casa, no trabalho, nas escolas, enfim, em todos os lugares.

Se quisermos um futuro melhor, precisamos fazer a nossa parte, contribuindo com tudo que for possível para a preservação do meio ambiente. Nessa luta, o primeiro passo deve ser dado em casa. Se cada um fizer um pouco, conseguiremos salvar o planeta.

Então, preparamos esse texto com algumas dicas de sustentabilidade em casa que podem ser facilmente aplicadas. Continue acompanhando!

1. Fazer a coleta seletiva do lixo

Uma boa maneira de começar é fazer a coleta seletiva do lixo, que nada mais é do que separar os resíduos orgânicos dos recicláveis em um primeiro momento. Se você quiser ir um pouco além, pode separar ainda melhor, dando destinos diferentes para plástico, alumínio e outros materiais que também podem ser reciclados.

Se na sua cidade não existe a coleta seletiva do lixo, procure uma associação de catadores ou alguma ONG que trabalhe com a questão. Eles com certeza poderão ajudá-lo a dar o destino correto para todos os resíduos.

Esse é um hábito que não demanda nada além de boa vontade. Com algumas lixeiras, caixas de papelão e sacos de lixo você pode fazer a separação correta. Uma atitude simples como essa é muito benéfica e faz toda a diferença na preservação ambiental.

2. Realizar a compostagem do lixo orgânico doméstico

Quando você fizer a coleta seletiva, realizar a compostagem do lixo orgânico da sua casa será o próximo passo e acontecerá naturalmente, acredite. Mas, afinal, o que é isso?

Compostagem nada mais é do que um processo biológico de valorização do lixo orgânico, quase como uma reciclagem. Para fazer isso em casa, basta construir ou comprar uma composteira, despejar os seus resíduos orgânicos nela e cobri-los com serragem ou folhas secas. Os micro-organismos se encarregarão do resto.

Esse lixo orgânico se transformará em húmus, que serve como adubo. Se você está preocupado com o mau cheiro, pode ficar tranquilo. A compostagem, quando realizada corretamente, não deixa nenhum odor.

3. Construir uma horta em casa

Sustentabilidade em casa também envolve o que você come. Já pensou em plantar o seu próprio alimento?

Essa prática traz muitas vantagens, pois permite que você controle o processo produtivo de, pelo menos, parte do que está comendo, garantindo que o alimento não tenha agrotóxicos, por exemplo. Outro benefício é que o ato de plantar faz com que você tire um tempo para si mesmo, dedicando-se à jardinagem, o que às vezes é deixado de lado na correria do dia a dia.

Além de tudo, com uma horta em casa, você sempre terá vegetais e temperos frescos à sua disposição. Descubra qual o tipo de horta ideal para o seu espaço e coloque essa ideia em prática!

4. Usar lâmpadas de LED

Optar por lâmpadas de LED não vai impactar somente a sua conta de energia elétrica. O meio ambiente também agradece essa economia!

As lâmpadas desse tipo têm uma vida útil muito superior às antigas — incandescentes ou fluorescentes — o que diminui a geração de resíduos. Além disso, ao contrário das outras, elas não levam mercúrio em sua composição, que é um metal extremamente prejudicial ao meio ambiente.

Entretanto, vale a pena mencionar que somente trocar as lâmpadas da sua casa não é suficiente. Lembre-se de ligar as luzes somente quando necessário e desligar sempre que for sair de um cômodo. Também use com moderação os equipamentos eletrônicos e o ar-condicionado.

5. Investir em energia solar

Talvez essa iniciativa não seja tão fácil de implementar, mas, ainda assim, achamos que merece espaço em nossa lista, visto que é uma das grandes medidas de sustentabilidade em casa que podemos adotar.

A energia solar é extremamente vantajosa financeiramente e, mais do que isso, é de grande ajuda ao meio ambiente, já que utiliza um recurso inesgotável para a geração de energia elétrica. Além disso, outro grande benefício desse tipo de solução é que ela não é poluente. Um sistema de energia solar evita a liberação de uma grande quantidade de CO2 para a atmosfera.

Por isso, se você tiver condições financeiras de instalar um sistema de energia solar, vale muito a pena considerar essa opção no momento da construção ou reforma do seu imóvel. Logo você estará colhendo os frutos dessa decisão.

6. Utilizar menos plástico

Essa dica também pode ser implementada com um pouco de boa vontade e atitude positiva da sua parte. Ela tem um impacto ambiental muito grande, uma vez que o plástico é um produto extremamente poluente — pois é um derivado do petróleo — e demora cerca de 450 anos para se decompor.

Hoje, praticamente tudo o que consumimos tem plástico. Por isso, precisamos fazer um pouco de esforço para realizar essa mudança em nossas vidas. Entretanto, alguns pequenos atos já podem fazer a diferença, como a utilização de sacolas retornáveis para as compras e a substituição do canudo de plástico por versões de metal.

7. Fazer captação de água da chuva

O desperdício de água é um problema gravíssimo, que pode ocasionar inclusive a falta desse recurso, o que provocaria o colapso da humanidade. Por isso, captar a água da chuva para reaproveitamento é uma iniciativa de sustentabilidade em casa que merece ser implementada.

Um bom engenheiro pode projetar um sistema que faça isso, mas se você não possui verba para tal investimento, medidas simples podem auxiliar. Nesse caso, é possível usar baldes ou outros recipientes para a coleta da água.

Toda chuva coletada pode ser utilizada para molhar as plantas, lavar a calçada e outras tarefas como essas. Mas tenha cuidado: não beba a água da chuva, pode ser perigoso.

Percebeu como ajudar o meio ambiente pode ser mais simples do que você imaginava? Participe você também desse movimento de transformação. Acompanhe as novidades sobre o assunto lendo revistas de economia e atualidades e faça a sua parte para ajudar a salvar o planeta por meio de iniciativas fáceis e práticas.

Gostou de saber mais sobre sustentabilidade em casa? Então cadastre-se para receber a nossa newsletter com muitos outros assuntos interessantes diretamente em seu e-mail. Você vai gostar!