Não é raro escutarmos pessoas sinalizarem o desinteresse ou mesmo a dificuldade em assimilar ou interpretar aquilo que leem. Saiba que esse cenário pode e deve ser mudado. Sabendo-se que a relação — seja ela de amor ou de ódio — com a leitura é construída desde a infância, é importante pensar em como incentivar a leitura na educação infantil.

Criar o hábito da leitura nas crianças é o caminho para uma série de benefícios que vão muito além da ampliação do vocabulário ou do estímulo à criatividade.

No artigo de hoje, vamos entender como incentivar a leitura, desenvolvendo nos pequenos o hábito e o prazer de ler. Acompanhe!

Como a leitura favorece o desenvolvimento infantil?

Antes de mais nada, é preciso conhecer os incontáveis benefícios que o hábito da leitura pode trazer para as crianças.

Aprimoramento das habilidades cognitivas

O acesso à leitura, mesmo quando a criança ainda não sabe ler, é fundamental para o desenvolvimento cognitivo e intelectual. Com a prática diária da leitura, os pequenos ficam expostos a um vocabulário bem mais rico do que durante as conversas cotidianas.

Com o tempo, o hábito atua diretamente na melhora da memória, autocontrole, foco e criatividade, habilidades indispensáveis para o bom desenvolvimento pessoal e, mais adiante, para o desenvolvimento profissional.

Além disso, vale ressaltar que o hábito de ler ainda ajuda no aprimoramento da interpretação de texto, o que será um facilitador para a aprendizagem.

Desenvolvimento da linguagem

Falando em vocabulário, é impossível não destacar os benefícios da leitura para a construção dos conhecimentos gramaticais e da desenvoltura oral.

Isso quer dizer que as crianças que são estimuladas desde cedo a praticar a leitura conseguem aprender a norma culta, além de regras gramaticais e de construção textual com muito mais naturalidade e prazer. Com isso, a escrita ganha em construção e lógica de pensamento.

E os benefícios não param por aí. A leitura ainda faz com que a criança tenha o desenvolvimento do pensamento crítico e também uma ampliação da capacidade argumentativa, o que potencializa o processo de construção da fala, extremamente importante para a relação interpessoal e, mais adiante, profissional.

Melhora na relação pais e filhos

Em um cotidiano agitado, é cada vez mais raro os momentos vivenciados em família. Usar da leitura para criar essa conexão é extremamente positivo tanto para as crianças quanto para a família toda.

As histórias e informações compartilhadas fazem com que a criança libere suas emoções, como medo, excitação, raiva e compaixão, muito importantes para o seu desenvolvimento e controle emocional. 

Tirar um tempinho diariamente para ler juntamente aos pequenos, além de estimular o hábito, ainda melhora a relação entre os membros da família, desenvolvendo a empatia e a confiança, criando laços afetivos e reduzindo a agressividade.

Proporciona momentos de entretenimento

A leitura deve ser vista e estimulada pelos pais e educadores como uma atividade prazerosa. Assim, a criança poderá optar por devorar um livro ou uma revista em seus momentos de lazer, em vez de manter-se sempre à frente de um videogame ou jogos de computador.

Para tanto, é fundamental deixar leituras à disposição dos pequenos que sejam do interesse deles, como gibis e histórias de super-heróis e princesas ou de desenhos animados, e até sobre games, conteúdos de fácil leitura e assimilação, para que a atividade seja de fato atraente para a criança, dialogando com universos com os quais ela tem afinidade.

Uma boa dica são as revistas de atualidades e histórias em quadrinhos voltadas para as crianças, como a Coleção Kids e a Patrulha Canina. Além de serem envolventes, os conteúdos podem ser acessados de tablets e smartphones. Use a tecnologia a seu favor!

Quando iniciar o estímulo à leitura?

Diante de tantos benefícios para o desenvolvimento cognitivo, emocional e intelectual dos pequenos, fica a dúvida: quando iniciar o estímulo à leitura?

É preciso ter em mente que, quanto mais tarde esse hábito for incentivado, mais difícil será a adesão. Por isso, o ideal é que o processo da leitura seja apresentando aos pequenos ainda bebês.

Um bom sinal de que eles estão aptos à assimilação das histórias é quando começam os primeiros sinais comunicativos, como balbuciar. Nesse contexto, priorize conteúdos mais curtos e com ilustrações grandes e chamativas. Livros que possam ser manuseados também são uma boa opção para esse momento de desenvolvimento da criança.

À medida que o pequeno for crescendo, aumente também a intensidade e o tamanho das leituras propostas. A partir dos 6 anos, já é possível começar trabalhos de discussão sobre as histórias, curiosidades contidas nelas e relações com fatos do dia a dia.

Assim, quando você menos esperar, as crianças vão optar por suas próprias leituras e, o melhor, devorando conteúdos inteiros com muito prazer e divertimento.

Como incentivar a leitura na educação infantil?

Agora que conhecemos os benefícios da leitura e também o melhor momento de iniciar o hábito em casa, separamos algumas dicas práticas e simples para incentivar a leitura na educação infantil.

Se pais e educadores trabalharem juntos, poderão formar cidadãos muito mais criativos, críticos e empáticos.

Deixe os livros e revistas sempre à mão da criança

A criança precisa sentir-se atraída pelos livros e revistas. Para isso, os pais e responsáveis devem deixar sempre ao alcance de suas mãos exemplares para leitura, de preferência próximo aos brinquedos.

Permita que elas se divirtam com o material. Nem sempre, num primeiro momento, os livros serão usados somente para a leitura. Deixe que brinquem e descubram a cada dia o prazer das histórias.

Leve as crianças em eventos literários

Feiras de livros e bibliotecas são espaços que estimulam a leitura. Portanto, é muito importante que desde cedo a criança seja apresentada a esses eventos.

Procure na sua cidade os eventos literários, seminários infantis, rodas de contos e tudo o que for relacionado ao processo da leitura. Faça desses passeios uma rotina para a família.

Seja o exemplo

Crianças aprendem na grande maioria das vezes pelo exemplo. Por isso, os pais devem ser os primeiros a ter o hábito da leitura.

Demonstre momentos de prazer juntos aos livros, revistas, jornais e todo conteúdo passível de leitura. Valorize o conhecimento. Quando seu filho perceber que você trilha esse caminho, seguirá por ele também. É natural.

Dê liberdade

O processo da leitura, para que seja prazeroso, não pode ser limitador ou engessado. Permita que a criança viva a história da maneira que tiver vontade.

Um dia, pode ser que ela queira contar a história do jeitinho dela, interpretando as imagens. No outro, pode pedir para você ler o conteúdo, ou, em outra ocasião, pode querer encenar a história com um teatrinho em família.

Todas as formas de leitura e interpretação são válidas e devem ser estimuladas. Liberdade e valorização são palavras de ordem neste processo.

O hábito da leitura só traz benefícios, tanto para a criança quanto para a família. Por isso, é tão importante estimulá-lo desde a infância. Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como incentivar a leitura na educação infantil. Porém, a verdade é que fazer da leitura um hábito é muito menos complicado do que parece. Basta foco, persistência e muito carinho para que essa prática se torne rotineira em seu lar.

Gostou das nossas dicas de leitura? Então siga nossa página no Facebook! Lá damos mais dicas para estimular o desenvolvimento e a relação positiva com a leitura. Esperamos você!